01 julho 2005

João - Propósitos da 1ª Carta (II)

Olhemos agora as razões, o PORQUE João escreveu esta carta : 
 
1) (I João 2:12) - Filhinhos, escrevo-vos, porque pelo seu nome vos são perdoados os pecados. 
    Pelo nome de Jesus nos são perdoados os pecados, a nossa vida é limpa, renovada! O que nos impedia de ter comunhão com Deus foi anulado em Cristo! Ele tomou sobre si as nossas faltas... Assumiu as nossas culpas...
  
2) (I João 2:13a) - Pais, escrevo-vos, porque conhecestes aquele que é desde o princípio.    
    O desde o principio é Cristo (ver João 1:1)! Sabemos que Cristo estava no principio com Deus e veio ter connosco! Nós o conhecemos! Vive em nós! Temos comunhão com Ele e por Ele temos comunhão com o Pai
 
3) (I João 2:13b) - Jovens, escrevo-vos, porque vencestes o maligno.
    Em Cristo somos mais que vencedores (gr. Hipernikon)! Não! não somos nós! Mas, Cristo que vive em nós! E.. se Deus é por nós quem se atreverá a ser contra nós?
 
4) (I João 2:13c) - Eu vos escrevi, filhos, porque conhecestes o Pai.
    Conhecemos o Pai? Nós que pelas nossas faltas estávamos completamente afastados? Tomé pedia: "Senhor! Mostra-nos o Pai" Jesus respondeu: "Quem me vê a mim vê o Pai" Em Jesus não só vemos... mas conhecemos intimamente o Pai!
 
5) (I João 2:14b) - Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno. 
    Somos fortes! A palavra de Deus está em nós! Conhecendo a vontade de Deus, vivendo e andando de acordo a vitória será estrondosa! Lembram-se de Josué: (Josué 1:8) - Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.  

2 comentários:

CARLA disse...

SE CRISTO ESTÁ EM NOSSAS VIDAS , E SE AS NOSSAS VIDAS ENTÃO COM CRISTO , NADA NEM NINGUEM NOS PODE DESANIMAR NAS HORAS MAIS DIFICEIS , NAS HORAS DE ALEGRIA A PAZ É IMENSA QUE SUPERA TUDO E TODAS AS COISAS. O QUE ESCREVES NO BLOG É UMA BENÇÃO, CONTINUA.

Nuno Barreto disse...

muito bom, este estudo