14 julho 2006

Epístola a Filémon - Lição 2

LIÇÃO 2 – EXEMPLOS E ENSINOS

TEXTO BASE: Filémon 1 a 25

 

1. AS PERSONAGENS NA EPISTOLA

- PAULO (Lt. pequeno, menor: interessante que Saulo (grande, acima dos outros) tornou-se em Paulo (menor) com Cristo): O emissor da carta, apresenta-se a si mesmo como prisioneiro (v.1) (uma apresentação não usual), sofrendo por causa do evangelho que anunciava; Velho (v.9) (Gr. Presbutes: poderá indicar também embaixador); Apresenta-se como o menor, o servo, colocando-se na real posição de todo o crente segundo o seu próprio ensino e exemplo de Cristo (Filip. 2:3-5; Mat 23:8-12),

FILEMON (Gr. Alguém que beija): O destinatário da carta é elogiado de várias formas (usual nas epistolas de Paulo) destacando o amor e a fé demonstrado para com todos os santos e rogando para que essa fé e amor seja revelada ainda mais, de uma forma prática (Tiag 2:14-20; Ef 6:5-9)

ONÉSIMO (Gr. Proveitoso, útil): Razão de ser da carta: É apresentada a sua situação real: Paulo reconhece a sua inutilidade (v.11), e o prejuízo causado (v.18) mas fala da transformação ocorrida pela salvação (v.16) que o modificou de forma a ser útil e proveitoso: Na vida do crente tem que haver uma transformação clara e visível também (ICor 6:8-11; Col 3:5-14)

 

2. A EPISTOLA

Paulo começa por falar ao coração de Filemon, realçando as suas boas acções e atitudes (v.5 e 7), falando ainda de si mesmo: velho, gasto e agora até prisioneiro por causa do evangelho (v.9). Só no verso 10, Onésimo é citado pela primeira vez: fazendo um jogo de palavras acerca da não utilidade no passado e utilidade presente de Onésimo (era não onésimo mas agora onesimo) para Paulo e até para Filemon. (v.11), demonstra ainda respeitar as decisões de Filemon (v.14) e depois de ter criado uma boa disposição no coração de Filemon, Paulo vai ao assunto principal e pede, pede (2 vezes: Gr. Parakaleo: rogar) que Onésimo seja recebido como irmão, como a mim mesmo. (v.17); Sem deixar Filemon respirar diz ainda que está disposto a pagar alguma divida ou dano provocado pelo escravo fugitivo, deixando no ar, ao mesmo tempo a dívida de Filemon. (v.19); Finalmente termina confiando plenamente nas decisões, colocando a responsabilidade sobre Filemon. (v.21)

 

3. CONCLUSÃO

Esta epístola revela o coração de Paulo, revela Paulo no trato particular, na forma pessoal de lidar com os irmãos, na sua forma de tratar assuntos complicados, demonstrando que somos servos uns dos outros (Rom 15:2-7), que mais que ordenar devemos pedir e dar o exemplo (I Ped 5:3), colocando como nosso maior bem a fé e o amor em Deus na pessoa do próximo (Mat 25:34-40)

3 comentários:

Lai disse...

Amém!
E revela-me que eu, da mesma maneira como Onesimo, tambem já fui inutil, mas como pecadora arrependida me transformei em "muito útil" para Deus.
Devemos uns aos outros o mesmo respeito e amor com que Paulo tratou Onesimo...
Deus é bom...

Bom fim de semana

Ego ipse disse...

...Onésimo e Filemon; Esta epistola faz-nos reformular uma ideia de Paulo como um homem rigido, autoritário, abrupto que na realidade pode ressaltar da leitura de outras epistolas

Fabio disse...

fabio.essa carta nos mostra que todos nos temos o direito do perdao,e que graças a DEUS por nos da JESUS,PARA ATRAVES DELE SERMOS PERDOADOS DE NOSSOS PECADOS.